Juiz autoriza o arrombamento da casa de fundador da Ricardo Eletro

Nunes deve R$ 61,2 milhões para a Globo | Foto: Leandro Fonseca | Exame - Foto: Leandro Fonseca | Exame
A Justiça de São Paulo autorizou o arrombamento com força policial da casa do empresário Ricardo Nunes, fundador da rede varejista Ricardo Eletro. A medida foi adotada em um processo movido pelas organizações Globo a fim de garantir a realização da penhora de bens pessoais do empresário. Nunes deve R$ 61,2 milhões para a Globo por ter sido o avalista de sete notas promissórias emitidas em 2017 pela Ricardo Eletro em favor do grupo.
Cabe recurso à decisão. Nunes e a Ricardo Eletro não negam a dívida, mas afirmam que o pagamento deve ser feito no âmbito do plano de recuperação judicial da Máquina de Vendas, grupo da qual a empresa varejista faz parte. “Em nenhum momento houve má-fé ou dolo”, afirmou à Justiça.
O arrombamento poderá ser feito caso o empresário não libere o acesso do imóvel, localizado na rua Portugal, no Jardim Europa, em São Paulo, ao oficial de Justiça encarregado de penhorar os bens.
Ricardo Eletro foi duranta algum tempo o maior anunciante do programa do Faustão.

Postar um comentário

0 Comentários