terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Fernando Mineiro: “A vitória não é minha, mas de um movimento por justiça e democracia que extrapolou a esquerda”

Fernando Mineiro (PT) está contando as horas para assumir o mandato de deputado federal que 98.070 eleitores lhe confiaram em 2018. O Tribunal Regional Eleitoral pôs fim na sexta-feira (22) a uma novela que já se arrastava há mais dois anos. Com a confirmação do indeferimento da candidatura de Kéricles Alves Ribeiro, o Kerinho, a recontagem dos votos daquela eleição mudará a configuração da bancada federal. Sai Beto Rosado (PP) e assume o petista.

O acórdão está para ser publicado a qualquer momento no Diário Oficial e restará apenas um comunicado ao Congresso Nacional para receber o diploma em Natal e tomar posse em Brasília.

Nesta entrevista especial à agência Saiba Mais, Fernando Mineiro fala sobre o movimento criado por Justiça no Rio Grande do Norte que sensibilizou até eleitores anti-petistas e diz o que pensa sobre a eleição para a presidência da Câmara, as pautas que defenderá no Congresso e as que já fervem no plenário, a exemplo do impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Ele também avalia o governo Fátima, defende que o PT antecipe o debate sobre a reeleição da governadora e faz projeções sobre a Frente Ampla que pode derrotar o bolsonarismo em 2022.

Sobre a próxima eleição presidencial, Fernando Mineiro diz que apesar de gostar não acompanha futebol. Mas adianta que, se fosse o dono da bola, anteciparia uma única escalação:

“Eu daria a camisa 10 a Luiz Inácio”, diz.

Matéria completa AQUI

Nenhum comentário: