quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Prefeito de Ceará-Mirim, Marconi Barretto, tem mandato cassado pelo TSE

Resultado de imagem para Marconi Barretto
O Tribunal Superior Eleitoral –TSE manteve a cassação do prefeito de Ceará-Mirim, Marconi Barretto (MDB). O órgão superior seguiu o entendimento do Tribunal Regional Eleitoral – TRE/RN, que tirou o mandato de Marconi numa votação unanime de 7 a 0, em abril de 2018.
O prefeito se manteve no cargo até agora, graças a uma liminar aceita pelo ministro Ademar Gonzaga. Isso garantiu mais um ano e quatro meses a frente da Prefeitura Municipal de Ceará-Mirim.
O TSE também definiu que seja realizada nova eleição, no prazo de 90 dias, ou seja, no mês de novembro o eleitor de Ceará-Mirim voltará as urnas para escolher o novo chefe do poder executivo local.

Governo interino

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Ceará-Mirim, Ronaldo Venâncio (PV) deverá ser empossado até amanhã, quando será publicado o acórdão da sessão do TSE. Ele já vinha dialogando com outros grupos políticos visando a composição do seu governo interino.
Por outro lado, o vereador e vice-presidente, da casa legislativa, Manoel Vieira dos Santos (Cidadania), mais conhecido como Nequinho, assume a chefia do poder legislativo municipal.
Com isso, volta ao cargo o ex-vereador Franklin Marinho Barbosa de Queiróz Junior (DEM). Ele ocupará, provisoriamente, a vaga deixada por Ronaldo Venâncio. Caso Ronaldo se eleja na eleição suplementar, Franklinho, como é conhecido na cidade, permanece na Câmara até o final da legislatura atual, em 2020.
Diante disso tudo, o que esperar de uma possível nova gestão?
Veja como foi a Cassação do Prefeito Marconi Barreto. Clique Aqui

Nenhum comentário:

Compartilhamentos