BTemplates.com

Pular para o conteúdo principal



Aperte o play para ouvir

MP vai investigar contratação de show de R$ 380 mil de Simone e Simaria


O Ministério Público do Rio Grande do Sul vai investigar a contratação do show da dupla sertaneja Simone e Simaria para a Festa da Gila e do Queijo Artesanal Serrano, em Bom Jesus, na Serra. O show, que tem cachê de R$ 380 mil para a dupla, está marcado para o dia 15 de julho. As entradas para o evento custam entre R$ 40 e R$ 250.


O município tem cerca de 11,5 mil habitantes, segundo o IBGE. O valor pago pelo show é próximo do que será gasto pela prefeitura da cidade em junho com a educação fundamental, R$ 409 mil.

O caso vai ser investigado pelo promotor Raynner Sales de Meira, que preferiu não se manifestar. Ao g1, a assessoria de imprensa do MP informou que "vai instaurar procedimento esta semana para apurar se houve irregularidade na contratação". O MP não apontou qual seria a suposta irrefularidade.

Em nota, a prefeitura de Bom Jesus afirma que "o pagamento de tais shows não é retirado do orçamento municipal". E que a venda de ingressos deve cobrir os custos com a contratação de artistas, o que já teria ocorrido entre os anos de 2013 a 2015 e 2017, quando outras atrações nacionais se apresentaram no evento. Leia nota completa abaixo.

A festa que leva o nome do fruto de origem portuguesa, parecido com uma melancia, está na 15ª edição.

A contratação de artistas sertanejos em pequenas cidades do interior do país virou discussão nas últimas semanas. Na Bahia, a Justiça cancelou o Festival da Banana, que pagaria cachês de até R$ 700 mil a cantores como Gusttavo Lima. Há casos em que os shows milionários foram bancados com recursos de emendas parlamentares.

Com informações do G1

Comentários