Sul-africana é coroada Miss Universo 2019 e fala contra o racismo


A sul-africana Zozibini Tunzi venceu neste domingo o Miss Universo 2019, em evento realizado Atlanta, nos Estados Unidos, com 88 candidatas. Ao receber a coroa, destacou mensagens contra o preconceito, o racismo e o machismo.“E uma honra absoluta representar, como negra e africana, a inclusão e a diversidade”.
O segundo lugar ficou com Madison Anderson, de Porto Rico. Em terceiro ficou a mexicana Sofía Aragón.“E uma honra absoluta representar, como negra e africana, a inclusão e a diversidade”.
Tunzi é a terceira sul-africana a levar o título, após as vitórias de Demi-Leigh Nel-Peters (2017) e Margaret Gardiner (1978), e também a primeira negra a vencer o concurso desde 2011, quando Leila Lopes, de Angola, ganhou no Brasil.










Postar um comentário

0 Comentários