Secretário nega fim de hospital no RN: 'É apenas transferência dos pacientes'

Secretário nega fim de hospital no RN: 'É apenas transferência dos pacientes'

Em entrevista ao Programa 12 em Ponto 98, na 98 FM nesta terça-feira (11), o secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, alegou que a crise no SUS é nacional, histórica, agravada pelo subfinanciamento e demanda crescente. Mas disse que o Governo não tem projeto de abrir novos hospitais e justificou que “no mundo, desde 1980, se fecha hospitais”, para fortalecer atenção ambulatorial e domiciliar.

O auxiliar da governadora Fátima Bezerra (PT) disse que não a intenção de fechar o Rui Pereira, apenas de “transferir os pacientes e ações” do local para outras unidades hospitalares. “Nunca anunciamos fechar. Aí é questão de narrativa. Nós anunciamos a transferência dos pacientes e dos serviços para outros hospitais. Inclusive o Hospital da Polícia, que é um hospital público que integramos ao SUS no ano passado, através de um termo de parceria, que tem 130 leitos, hoje só 20 ocupados, tem 10 leitos de UTI, tem tomógrafo, ultrassonografia, raio-x que vai dar uma assistência muito mais qualificada. Então nós vamos transferir essas ações para o Hospital da Polícia e para o Hospital João Machado, que teremos ampliação de leitos”.




Cipriano alegou que a estrutura do Rui Pereira não é adequada, o prédio não atende às condições para funcionar como hospital e, quase semanalmente, tem ameaça de sinistros. Ele ressaltou que é uma irresponsabilidade manter o hospital lá, e, além disso, o Governo do Estado não tem condições de investir num prédio em que se paga R$ 200 mil de aluguel por mês.
Fonte: Portal Grande Ponto

Postar um comentário

0 Comentários