Bolsonaro diz que Brasil pode romper com a OMS


Foto: Sérgio Lima/Poder 360
O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (5) que o Brasil estuda romper relações com a OMS (Organização Mundial da Saúde). O chefe do Executivo federal classificou o órgão como “político”, “partidário” e “ideológico”.
“Os Estados Unidos saíram da OMS e a gente estuda no futuro, ou a OMS trabalha sem o viés ideológico ou nós vamos estar fora também. Não precisamos de gente de lá de fora para dar palpite na saúde aqui dentro”, disse.
O presidente abordou o assunto enquanto comentava decisão parecida tomada pelos Estados Unidos, que também anunciaram o rompimento com a organização, em maio deste ano.
Bolsonaro aproveitou os comentários para elogiar o presidente norte-americano, Donald Trump, a quem se referiu como um “irmão” e disse torcer para que ele “seja reeleito”.
Poder 360

Postar um comentário

0 Comentários