Pular para o conteúdo principal

Torreão FM web

ALRN junho 2024 PI 012118

ALRN junho 2024 PI  012118

LAPAC JOÃO CÂMARA - 3262-3478 - 99401-7616


Buscas por presidente do Irã passam de 12 horas; clima dificulta operação


As buscas pelo presidente do Irã, Ebrahim Raisi, já passam de 12 horas desde que o helicóptero em que estava fez um pouso forçado e caiu em uma região montanhosa no norte iraniano, neste domingo (19).

Autoridades do país informaram por meio da mídia estatal que receberam sinais de telefone e do próprio helicóptero que indicam a localização exata dos passageiros.

Mas, o frio extremo e a neblina dificultam muito a operação de resgate.

Os socorristas enfrentam fortes ventos e temperaturas em torno dos 10 °C. Porém, é difícil obter dados precisos da região de montanhas onde o caso ocorreu. Segundo meteorologistas da CNN, as temperaturas podem estar negativas.

Mais de 20 equipes, incluindo a Cruz Vermelha do Irã e Azerbaijão, o exército iraniano, montanhistas e drones fazem buscas na área.

A Turquia disse que iria enviar helicópteros que possuem visão notura para auxiliar na operação durante a madrugada. A Rússia forneceu mais de 50 socorristas e um avião para ajudar as equipes no local.

O Irã também disse que conseguiu contato com duas pessoas que estavam a bordo da mesma aeronave que o presidente horas depois da queda.

Três helicópteros estavam voando na mesma rota antes de dois perderem contato com o helicóptero de Raisi.

Mesmo com a comunicação, ainda não se sabe a real gravidade do incidente e nem o estado de saúde dos passageiros.

O ministro das Relações Exteriores do país Hossein Amir-Abdollahian também estava a bordo da aeronave.

Ambos participaram de uma agenda oficial com o presidente do Azerbaijão, na manhã deste domingo (19). Horas antes da queda, Raisi inaugurou um projeto de barragem e sobrevoou a área próxima à fronteira com o Azerbaijão.

Após a queda, a TV estatal do país pediu aos iranianos que rezem por Raisi. O líder supremo, aiatolá Ali Khamenei, tentou tranquilizar a população após e disse que estava orando pela segurança dos passageiros.

CNN

Comentários