Pular para o conteúdo principal

PI 072813 (02)

PI 072813 (02)

Torreão FM web

PI 072813 (01)

PI 072813 (01)

ALRN PI 011818 28 03 24

ALRN PI  011818   28 03 24

LAPAC JOÃO CÂMARA - 3262-3478 - 99401-7616

GOVERNO DO RN

GOVERNO DO RN

Juiz se baseou em "histórico" de Wendel Lagartixa para mantê-lo preso

Poucas horas após conceder a liberdade ao policial militar reformado Wendel Fagner, conhecido como Wendel Lagartixa, a Justiça da Bahia decidiu por decretar a prisão preventiva dele. A decisão judicial se baseia em pedido do Ministério Público baiano, alicerçado no "histórico" de Lagartixa. 

"Sem entrar no mérito acerca de outros supostos delitos cometidos pelo autuado, temos que o mesmo, OBJETIVAMENTE, embora tenha cumprido suas penas em 2021, ainda não se passaram os 5 anos de forma a afastar sua REINCIDÊNCIA específica. Assim sendo, há necessidade de decretação da prisão preventiva do investigado como garantia da ordem pública, diante do risco concreto de reiteração delitiva. Ante o exposto, com lastro nos arts. 309 e 312 do CPP, DEFIRO a promoção ministerial de ID. 444145970, pelo que,

RECONSIDERANDO a retro decisão de ID. 444141517, CONVERTO O FLAGRANTE DE WENDEL FAGNER CORTEZ DE ALMEIDA. Expeça-se o MANDADO DE PRISÃO decorrente de conversão do flagrante em preventiva", afirmou o juiz Eduardo Ferreira Padilha, na decisão judicial. 

Antes, o juiz já havia citado no texto da decisão que seria "objetivo" e até citou as notícias que davam conta da perseguição política que Wendel enfrentaria. "Sobressai que o investigado, conforme relatado pelo parquet, possui 03 processos de execução penal em vigor, conforme ID. 444100207, havendo nos autos, indicação concreta de que poderá tornar a delinquir, se posto em liberdade. No entanto, considerando as poucas informações ali contidas, entendeu este Magistrado, por dever de ofício, de verificar os antecedentes do ora flagranteado. De início, cumpre destacar que este magistrado não decide de acordo com conveniências, havendo notícias, inclusive de blogs, de que o ora flagranteado seria perseguido por predileção a candidato A ou B. Serei objetivo em minha decisão, me atendo, unicamente a fatos", afirmou.

PRISÃO POR PORTE ILEGAL DE ARMA

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros

Comentários