Concurso da Polícia Militar do RN enfrenta pelo menos três inquéritos por fraude; confira os casos e pedidos de desligamento

Pelo menos três inquéritos civis pedem a destituição de quatro candidatos do concurso da Polícia Militar do Rio Grande do Norte por fraudes em diploma.
As três investigações se distribuem sobre cinco pessoas. Mas uma delas, não cometeu fraude, segundo a promotoria, e foi excluída dos pedidos de providências.
Os casos foram antecipados pelo Blog do Dina, que, pela Lei de Acesso à Informação, solicitou a íntegra dos inquéritos. Por se tratar de documentos que possuem informações pessoais dos investigados, a íntegra das investigações não será disponibilizada, mas os atos de providência, sim.
Nas peças, são explicadas as circunstâncias em que a promotoria detectou e a fraude, a partir da qual pediu exclusão dos candidatos. A investigação para fins criminais ainda prosseguirá, independentemente do resultado administrativo do caso.
Confira os atos de providência:
Encaminhamento
Em um dos documentos acessados pelo Blog do Dina, o comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Alarico, informa ao Ministério Público que encaminhou as solicitações para a Secretaria de Administração do Estado para tomar as providências, já que o concurso é gerido por ela.
Anteriormente, no entanto, a Polícia Militar informou ao Blog do Dina que deverá expulsar os candidatos apanhados irregularmente na disputa.

Postar um comentário

0 Comentários