Hermano leva prefeito de Guamaré e sua equipe a Rogério Marinho para apresentação de projeto do Polo Cloroquímico


O deputado estadual Hermano Morais (PSB) foi a Brasília em Audiência no Ministério do Desenvolvimento Regional, onde foi apresentado para o titular da Pasta, o ministro Rogério Marinho, um projeto para instalação do Polo Industrial Cloroquímico, em Guamaré.

Pelas condições naturais, Guamaré e região possuem matéria prima de gás, sal e calcário, que por um processo químico de hidrólise produz o ploricloreto de vinila (PVC), uma comoditie internacional.  O aporte natural e privilegiado da região na qual Guamaré está inserida, coloca o município em condições diferenciadas para instalação de uma Indústria Cloroquímica.

Conhecedor do potencial da região e diante do projeto apresentado, o ministro Rogério Marinho se mostrou interessado com o que viu e, segundo ele, a implementação pode dar  um novo rumo para o desenvolvimento não só do Rio Grande do Norte, como também regional, e servirá para o país se tornar auto suficiente na produção do PVC, contribuindo assim para o crescimento sustentável da indústria nacional. Para se ter uma ideia, o Brasil importa 100% do PVC, com custo estimado em R$ 20 bilhões/ano na balança comercial.

O projeto tem estudo bastante avançado e que apresentará num primeiro momento a condição de gerar 25 mil novos empregos e incrementar em 15% o PIB do RN. Pelos estudos já realizados, o RN poderá suprir a industria nacional e ainda exportar parte da produção. Para o deputado estadual Hermano Morais, a reunião foi muito proveitosa e teve uma boa receptividade por parte do ministro. “Tenho a convicção que esse é o projeto estruturante para a economia do RN com a melhor perspectiva e impacto positivo. Havendo esses investimentos o RN estará dando uma grande contribuição ao desenvolvimento do país. Viabilizado, o Polo deverá ser a redenção da economia do Estado, que vive um momento muito difícil”, disse.

O estudo de viabilidade econômica está em curso e algumas outras providências foram solicitadas pelo ministério e percebendo-se o interesse do ministro em ajudar na viabilização do projeto, por considerá-lo importante não só para o RN, mas também para o desenvolvimento nacional.

Coordenador da Bancada Federal potiguar em Brasília, o deputado Rafael Motta (PSB), enxerga o projeto com grande potencial. “Essa audiência provocada pelo deputado Hermano deixou o ministro a par da importância do Polo Cloroquímico. Seria fundamental o Governo Federal, governo estadual e municipal realizarem uma soma de esforços, juntamente com a iniciativa privada, para buscar oportunidade de gerar emprego e impulsionar a economia do RN e do país”, falou o parlamentar federal.

Já o prefeito de Guamaré, Adriano Diógenes, contou sua impressão a respeito da reunião. “A reunião que foi articulada pelo deputado Hermano serviu para apresentarmos o nosso projeto do Polo Cloroquímico. Tenho certeza que Guamaré e o Rio Grande do Norte colherão os frutos. A expectativa é muito grande para os próximos anos colocar tudo isso para funcionar”, relatou o prefeito.

Por fim,  o economista e professor Carlos Alberto Duarte, que há anos estuda o assunto, se mostrou bastante otimista com o futuro, caso o projeto seja colocado em prática. “Esse projeto tem magnitude ampla, se viabilizado coloca o RN em outro patamar na configuração econômica do Brasil. Vai gerar mais  emprego e renda para a população, ademais coloca o RN em destaque no cenário econômico-nacional”, disse.

Além do deputado estadual Hermano Morais, participaram da reunião o deputado federal Rafael Motta, o prefeito do referido município, Adriano Diógenes, o presidente da Câmara Municipal, Eudes Miranda, os vereadores Miranda Júnior e Edinor Albuquerque, o procurador geral da Câmara, Mauro Rebouças, o secretário de Indústria, Comércio, serviços, Energia e Projetos Especiais, o engenheiro David Paulino, o economista Carlos Alberto Duarte e membros da equipe técnica do Ministério do Desenvolvimento Regional, entre os quais o potiguar Soares Júnior.

Postar um comentário

0 Comentários