‘Ninguém me disse que não pode ter, mas acho difícil que tenha’, diz diretor da Destaque sobre Carnatal 2020


A realização do Carnatal está com data mantida para 2020, de 3 a 6 de dezembro, mas a Destaque Promoções, realizadora do evento, avalia que a execução do projeto será difícil.
“Ninguém me disse que não pode ter. Mas acho difícil que tenha”, explicou ao Blog do Dina Roberto Bezerra, diretor da Destaque Promoções.
Para ele, a evolução do quadro da pandemia de covid-19 ditará os rumos da questão de maneira decisiva.
“Tudo vai depender de, além da pandemia em si, de quais serão as orientações do órgãos sanitários”, explicou Bezerra.
A Destaque já precisou cancelar um evento ligado ao Carnatal, que iria ocorrer em abril, quando haveria um evento para o lançamento dos 30 anos da maior micareta do Brasil.

Segundo disse Roberto Bezerra ao Blog do Dina, a Destaque tem prazo ainda para decidir de vez o que será feito. As opções são quatro: (1) manter o evento e realizá-lo na data prevista; (2) cancelá-lo; (3) adiá-lo ou (4) substituí-lo.
Para as três últimas opções, o prazo, em lei, é de um ano. Ou seja, se a Destaque não conseguir realizar na data planejada, terá um ano para, oferecendo sempre ao folião a opção de reembolso, decidir se vai cancelar, adiar ou substituir o evento.
No caso de substituir, a logística se dá com a organizadora do evento oferecendo opções de entretenimento semelhante, como, por exemplo, circuito de shows com atrações diferentes da divulgadas originalmente.
“Tivemos esse caso agora num show da Marília Mendonça, que já remarcamos para abril de 2021. Mas caso fôssemos substituir, poderíamos, por exemplo, colocar outro artista e oferecer a quem comprou o ingresso a opção de manter a compra ou ser reembolsado”, explicou Bezerra.
Fortal
Os cenários do Carnatal são os mesmos do Fortal, micareta fora de época, de Fortaleza e prevista agora para julho.
A organização do evento divulgou nota ao fim de abril informando que o evento está mantido.
Mas tecnicamente eles estão dentro da lei. É dado como certo que o Fortal não será realizado, mas a organizadora terá o prazo de um ano para tomar as medidas que vai adotar como solução.
E esse prazo só começa a contar quando ela anuncia o que vai fazer.
Salvador
Na capital baiana, o prefeito ACM Neto já anunciou que não permitirá a realização do carnaval em 2021 enquanto não houver uma vacina contra o coronavírus.

Postar um comentário

0 Comentários