BTemplates.com

Pular para o conteúdo principal



Jasão e Holderlin, Ao Vivo as 19H, Aperte o play

Queiroga descarta vacinação de crianças contra a Covid-1 neste ano

A vacinação das crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 deve ficar para o ano que vem, mesmo com a aprovação Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a imunização dessa faixa etária com doses da Pfizer. A avaliação é do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Questionado por jornalistas se a vacinação das crianças começaria neste ano, o cardiologista respondeu: “Quantos dias faltam em 2021? Vocês acham que tem? Quanto tempo a Anvisa demorou para dar um posicionamento acerca dessas doses?”, disse.

“É preciso ser feita uma análise. A avaliação da Anvisa é uma avaliação, a avaliação feita pela câmara técnica do ministério é outra avaliação. O ministério vai discutir amplamente esse assunto com a sociedade”.

O diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, rebateu a afirmação do ministro. Segundo o g1, Barra Torres disse que “não se trata apenas de uma decisão dos comitês técnicos da agência com seus mais de 20 anos de experiência. (…) As sociedades médicas (também) nos deram a segurança para promulgar a decisão que fizemos com base técnica, nada de política, nada de outras influências”, declarou. “E o que esperamos agora é uma análise o mais rápida possível (por parte do ministério)”, disse Barra Torres.

Nesta semana, a Pfizer afirmou, por meio de nota, que o contrato mais recente firmado com o governo federal, para compra de 100 milhões de doses em 2022, permite a modificação das vacinas para diferentes faixas etárias.

Comentários