BTemplates.com

Pular para o conteúdo principal



Prefeito Paulinho, de São Gonçalo do Amarante (RN), morre aos 59 anos, vítima de câncer


O Prefeito de São Gonçalo do Amarante (RN), Paulo Emídio de Medeiros, o Paulinho, morreu às 2h49 desta segunda-feira (9) aos 59 anos em Natal (RN).

Ele lutava contra um linfoma não Hodgkin (LNH) e estava internado desde 20 de abril na Policlinica, no Alecrim, quando se licenciou da prefeitura. Em 2 de fevereiro fazer uma parte do tratamento em São Paulo (SP).

Paulinho deixa a mulher, Terezinha Maia, duas filhas, Emília Caroline e Natália Candice, e três netos, Davi Vinícius, Theo Henrique e Thomas Carlos (foto).


O velório acontecerá às 11h30 no ginásio de esportes do bairro Amarante, em São Gonçalo, onde haverá missa aberta ao público. Antes, na Câmara Municipal, haverá sessão solene extraordinária em homenagem ao prefeito, restrita à família e vereadores.

Já no início da tarde o cortejo seguirá para São Fernando, no Seridó, para ser velado no ginásio de esportes Paulo Emídio de Medeiros, no bairro Vital Galdino, e sepultado às 8h da terça-feira (10) no cemitério municipal.

Sobre Paulinho

Paulo Emidio de Medeiros (Paulinho) nasceu em 14 de julho de 1962, em São Fernando, na região Seridó. Era casado com Terezinha Maia, com quem tem duas filhas, Emília Caroline e Natália Candice, e três netos, Davi Vinícius, Theo Henrique e Thomas Carlos.

Formado em Gestão Pública pela Universidade Potiguar (UnP), Paulinho foi vice-prefeito e prefeito por dois mandatos em São Fernando, de 1992 a 2008, quando deixou a gestão com mais de 90% de aprovação popular. Neste período ainda exerceu os cargos de tesoureiro e conselheiro da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), e presidente da Associação dos Municípios do Seridó.

Em 2009, a convite do então prefeito Jaime Calado, assumiu a pasta de Finanças do município de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. No ano seguinte (2010) foi titular da Secretaria Estadual de Articulação Política do governo Iberê Ferreira.

Em 2011 retornou a São Gonçalo do Amarante como secretário de Habitação, Regularização Fundiária e Saneamento onde atuou até final de junho de 2016, quando se desligou do cargo para ser pré-candidato a prefeitura do município. Em outubro daquele ano foi eleito prefeito de São Gonçalo do Amarante com 46,13% dos votos válidos.

Em 2020, com sua gestão aprovada por mais de 75% dos são-gonçalenses, foi reeleito com quase 60% dos votos válidos, em uma votação histórica marcada pela larga vantagem para o segundo colocado.

Paulinho ganhou destaque no Estado por inaugurar uma obra por semana e executar mais de 500 ações em 5 anos. Agora em 2021, ele iniciou a execução do maior planejamento da sua administração, o Programa de Ações Estruturantes (PAES), com mais de 170 milhões em obras, garantidos pelo Fonplata, que estão sendo executadas no município, incluindo saneamento básico, pontilhões interligando comunidades rurais, estradas e parques ecológicos.

Comentários