Pular para o conteúdo principal








 

Cid Moreira se arrepende de adotar filho: ‘Fui jogado no lixo por dinheiro’


Em meio à guerra judicial contra os herdeiros, Cid Moreira confessou ter se arrependido de adotar Roger Moreira. O jornalista de 94 anos detalhou a sua relação com o filho e explicou o que o motivou a adotar a quem ele considerava como sobrinho no passado. Exposto na mídia, o ex-âncora acredita ter sido “jogado no lixo por dinheiro”.

“Esse homem [Roger] é sobrinho da minha ex-mulher [Ulhiana Naumtchyk]. Os pais dele ainda estão vivos. Então, ele era um garoto inteligente, mexia em som. Quando comecei a gravar a Bíblia, foi com ele, mas sou um cara exigente e quando não gosto de uma gravação, eu repito mil vezes, se for necessário. Queria gravar e o cara ficava de má vontade. Agradeci e dispensei. Não quer trabalhar aqui, vai trabalhar com a ex no salão de beleza dela”, disse Cid, em entrevista publicada pela Quem nessa segunda (1º).

O locutor afirmou que Ulhiana o incentivou a adotar Roger: “Acabei adotando ele por gratidão, porque ele estava trabalhando comigo. Sei lá porque fiz isso. Foi a maior besteira que eu fiz na minha vida. Esse cara vai para mídia falar que eu estava mal-alimentado”.

“É um absurdo total, porque nem na minha época de infância, que meu pai era pobre, nós passamos fome. Muita gente acreditou nisso e entrei em um pesadelo. Mas a verdade é uma só. Entraram na Justiça e perderam”, disse.

Nos últimos meses, Cid Moreira vive uma guerra judicial com os filhos, Roger e Rodrigo Moreira. Os herdeiros afirmam que o veterano é maltratado pela mulher, Fátima Sampaio. Do outro lado, o jornalista nega estas acusações e acredita que o processo é motivado por causa da herança do contratado da Globo.

Notícias da TV

Comentários

Aperte o play para ouvir