Janot diz que foi ao STF armado para matar Gilmar Mendes e se suicidar

Janot lança livro sobre sua atuação no comando da Operação Lava Jato
Adriano Machado/Reuters 
O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot disse nesta quinta-feira (26), em uma entrevista ao jornal o Estado de S. Paulo que, no momento mais tenso de sua passagem pelo cargo, chegou a ir armado para uma sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de matar a tiros o ministro Gilmar Mendes.
“Não ia ser ameaça não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele (Gilmar) e depois me suicidar”, afirmou Janot. 

Postar um comentário

0 Comentários