VOCÊ SABE O QUE É VENTILAÇÃO ARTIFICIAL? ENTÃO LEIA...

POR GILVAN RODRIGUES LEITE.

Nos dois dias anteriores,  30/04 e ontem 01/05/2020, perdemos três mossoroense amigos e muito conhecidos na cidade de Mossoró e no RN. Estou falando de José Augusto, das Livrarias Independência e Emery Jussier Costa Costa, radialista e jornalista, aposentado e referência no jornalismo do estado e nesta madrugada Alvaci nome muito conhecido no futebol amador.

Estes dois amigos contraíram o vírus COVID-19 e foram debalde todas as tentativas para a restauração de suas saúdes. Temos visto a imprensa nacional à  todo momento clamando à população para colaborar com o isolamento social,  que é a única e eficaz medida de se combater a propagação do vírus, mas  infelizmente a população brasileira não se conscientizou e o quadro pandêmico  está instalado,  com consequências imprevisíveis daqui pra frente.

O que vimos até agora foi o espetáculo deprimente protagonizado pelo próprio Presidente da República e seus aliados indo de encontro ao próprio Decreto Federal que trata do Confinamento Social. Do outro lado o trabalho heroico de médicos, enfermeiros e toda a retaguarda do Sistema Único de Saúde em busca da cura e de amenizar o terrível sofrimento dos acometidos. O pior de tudo,  é quando o quadro se agrava e o paciente é  entubado, como única maneira de se manter vivo e ter uma possível cura. Então  respeite as indicações da OMS... 

A internauta Dina Gomes publicou dias atrás um resumo explicativo sobre a respiração artificial que narra muito bem o sofrimento de um paciente que necessita ser entubado. 
Falam de respiração ou ventilação artificial, mas tem muita gente que não tem a mínima ideia do que se trata.

Não é uma máscara de oxigênio posto na boca enquanto você fica deitado 'pensando em sua vida'.

A ventilação é invasiva para o 'COVID19' é uma entubação que é feita sob anestesia geral e que consiste em ficar 2 a 3 semanas sem se movimentar, muitas vezes de cabeça para baixo (decubitus ventral) com um tubo enterrado na boca até a traqueia e que lhe permite respirar ao ritmo da máquina a que está conectado.

Você não pode falar nem comer nem fazer nada de forma natural.

O incômodo e a dor que sente precisam da administração de sedativos e analgésicos para garantir a tolerância ao tubo durante o tempo que o paciente precisar da máquina para respirar tudo isso durante um coma artificial.

Em 20 dias deste "tratamento suave" em um paciente jovem a perda de massa muscular é de 40 % e a reabilitação será de 6 a 12 meses, associado a traumatismos da boca ou até mesmo das Cordas vocais.

É por isso que as pessoas idosas ou já frágeis não aguentam. GILVAN RODRIGUES LEITE.

Postar um comentário

2 Comentários

José Joaquim disse…

Boa, tarde à todas (os) leitoras (os) do blog do Jasão, boa tarde ao senhor Gilvan Leite. Gilvan, é sem dúvida alguma é bastante pertinente o seu editorial onde você expressa o sentimento que neste momento não é só seu. E sim, de todas as pessoas humanos de bom coração diferentemente daqueles que não há nenhuma preocupação hmana, e, muito menos responsabilidade social.

Seu slonga principal é: “e daí!! Só lamento, quer que eu faça o quê??
Sou messias mas não faço milhagre!! PÁTRIA BRASIL.
José Joaquim disse…

Boa tarde, senhoras e senhores. È triste, é simplesmente lamentável!! o que está acontecendo em nosso País. Mas infelizmente ainda existem pessoas desumanas e defensoras dos desumanos que tornam-se protagonista das inverdades que a doença não existe , e se existir não leva à óbito!! é apenas uma gripezinha!!. Portanto surgiu uma nova espécie de (MÉDICOS NATOS) aqueles nunca colocaram o pé no batente de uma faculdade de medicina querendo emitir diagnósticos que levaram alguém a óbito.