segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Após reunião com SINTE/RN, Governo do Estado descarta aulas presenciais e acata aulas remotas


Nessa sexta-feira (29/01), mesmo dia em que os trabalhadores/as da Rede Estadual de Ensino concordaram com o retorno das aulas exclusivamente em formato remoto, o Governo do RN anunciou a suspensão das aulas presenciais que estavam previstas para iniciar em 1º de fevereiro.

De acordo com o documento oficial do Governo, a decisão segue o entendimento de outros Estados onde as atividades escolares também permanecerão em formato remoto até que as condições sanitárias em face da pandemia da Covid-19 sejam satisfatórias. Na nota, o Governo também afirma que se reunirá com o Ministério Público e a Defensoria Pública na próxima segunda-feira para tratar do retorno do ano letivo.

Para o SINTE/RN, a suspensão das aulas presenciais é uma vitória dos/as trabalhadores/as em educação e do Sindicato. Considerando o cenário epidemiológico do RN, ainda em dezembro a categoria se opôs às aulas presenciais e deliberou que as aulas nessa modalidade só deveriam ser retomadas no Estado após a imunização dos profissionais da Educação.

Mais recentemente, em 26 de janeiro, o Sindicato voltou a reafirmar sua posição em reunião com o Secretário de Educação, Getúlio Marques. E logo em seguida, no dia 28 de janeiro, em audiência com a Governadora Fátima Bezerra, os coordenadores gerais do SINTE mais uma vez apresentaram o posicionamento da categoria e argumentaram a favor do retorno das aulas somente em formato remoto.

Ao que tudo indica, os argumentos do Sindicato contra o início das aulas presenciais na Rede Estadual de Ensino e a favor das aulas remotas como única opção segura para proteger professores, funcionários, alunos e seus familiares da pandemia da Covid-19, foram acolhidos pela Governadora.

Nenhum comentário: