sexta-feira, 28 de maio de 2021

Ex vereadora Aize quebra o silencio sobre polemica nas redes sociais, cita nome e pergunta como a monitora concilia seus dois vínculos em João Câmara?


Ex vereadora Aize Bezerra quebra o silencio sobre polemica nas redes sociais, cita nome e pergunta como a monitora concilia seus dois vínculos no município de João Câmara.

Disse mais "Se o ministério publico estiver lido ou ouvido a repercussão causada pela professora nas redes sociais, eu não tenho nada a ver com isso, o próprio promotor Dr. Leonardo disse que monitor não é professor"

Aize continua; "vocês perceberam que os professores que se manifestaram nas redes sociais, que alegaram ser monitores, mais eles mesmo não estão dando aula, estão afastados, não estão na função de professor"

O blog do Jasão deixa o espaço aberto caso os citados queiram se pronunciar respeitosamente sobre os fatos supracitado.

Assista o vídeo acima e entenda melhor

16 comentários:

Unknown disse...

Realmente não compreende como ofensiva a fala de Aize,o que foi falado sobre a sobre assumir o cargo de professor realmente não compete ao monitor já que o mesmo não prestou o cargo para isso segundo a legislação que a mesma leu!

Unknown disse...

*já que o mesmo não prestou concurso para o cargo de professor!

Unknown disse...

Aize, está certíssima. Monitor não é professor. Se fez o concurso para exercer uma função, então tem que ficar exercendo aquela atividade até passar em outro concurso pra professor. Esses monitores estão tomando as vagas daqueles professores que de fato, estudaram, passaram no concurso pra professor como manda a lei. Prefeito, convoque os aprovados conforme a demanda do município pede. Tenha sensibilidade pelo processo de ensino e aprendizagem das crianças de João Câmara.

Anônimo disse...

Falou com muita propriedade, inclusive citou a lei, a prefeitura fez um remendo, está errado, por outro lado, tem gente com altos salários, a pessoa que ela citou tem 16 anos de educação nunca vi ninguém ganhar mais de 12 mil em tão pouco tem, sei não heim.

Anônimo disse...

Ja faz muito tempo que a cidade de João Câmara ñ preta concurso pra Educação Infantil, então no ultimo que houve em 2019 é nítido a necessidade que o município demanda...então prefeito contrate os concursados para ocuparem seus devidos cargos e ñ fique enrolando colocando monitores pra assumir função de professor.A ex vereadora Aize está certíssima no seu posicionamento!

Anônimo disse...

Parabéns, Aize. De forma sensata e embasada em fatos leva a população a realidade do município.

Anônimo disse...

Parabéns Aize.Em nenhum momento vc quis desmerecer os monitores, mas sim dizer que monitor é diferente de professor, sgundo a legislação vigente. Os monitores prestaram concurso, e foram aprovados, deste modo devem exercer a sua função, e não assumir como professor, pois o cargo para que prestou o concurso estava bem claro: MONITOR. É como vc mesma citou, o que importa não são as formações que o monitor fez posteriormente a sua aprovação, mas sim, o cargo para o qual ele foi aprovado.

Anônimo disse...

Nem sei pq dou audiência para um blogue desse, o cara tá defendendo um sindicato dessa categoria q é amigo do empregador e q pensa q monitor é professor pensei q eles conheciam ao menos o mínimo sobre as categorias q defendem

Anônimo disse...

Está certíssima 👏🏻👏🏻

Anônimo disse...

Onde está o MP que não faz nada em relação a isso ?

Unknown disse...

Mais clara impossível 👏👏👏

Anônimo disse...

👏👏👏👏

Unknown disse...

Aize vc fala com propriedade!conte sempre com nosso apoio.

Unknown disse...

Aize vc fala com propriedade!conte sempre com nosso apoio.

Unknown disse...

mulher porreta! mata a cobra e mostra o pau!

Anônimo disse...

Parabéns Aize,por seu apoio e sua coragem!

Postagem mais vistas