rede social

quarta-feira, 7 de julho de 2021

Rogério Marinho é alvo de denúncias da imprensa acusando de usar ministério para montar estruturar eleitoreira no RN


Acusado de operar o orçamento paralelo que utiliza recursos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para distribuição de benesses para parlamentares da base bolsonarista no Congresso Nacional, o ministro Rogério Marinho está sendo constantemente acusado pela mídia nacional de usar a estrutura do Governo Federal para operar se fortalecer politicamente no Rio Grande do Norte.

A última reportagem publicada em O Globo cita que Rogério aponta que de 48 prefeitos recebidos 19 foram do Rio Grande do Norte. Já as agendas com deputados e senadores potiguares totalizam 40, perdendo apenas para Minas Gerais.

Em Nota, o Ministério do Desenvolvimento Regional disse ser natural que isso ocorra. “É natural que, por ser do Rio Grande do Norte, as demandas vindas do estado sejam frequentes. Não temos relatos de políticos, parlamentares ou representantes de estados e municípios que tenham sido preteridos em benefício de potiguares”, destacou.

Rogério chegou a ser acusado de aumentar em 223% os repasses para o Estado. Na época ele ironizou: “Se isso fosse verdade eu já estaria eleito governador”.

Disputar o Governo do Estado é um projeto descartado pelo ministro embora ele seja incentivado por nomes como o ex-governador Robinson Faria (PSD), o prefeito de Natal Álvaro Dias (PSDB) e o presidente Jair Bolsonaro. O foco dele é o Senado. É para isso que ele tem trabalhado.


Ele tem cumprindo agendas frequentemente no Rio Grande do Norte onde anuncia obras e é incensado por aliados.

A Codevasf tem sido um braço importante para ações do Ministério do Desenvolvimento Regional no Rio Grande do Norte. Vários equipamentos agrícolas estão sendo colocados em um terreno na Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA). Foram investidos R$ 48,8 milhões na aquisição de 369 itens que serão entregues a prefeituras e entidades sem fins lucrativos, segundo a própria estatal informou ao Blog do Barreto.

Confira reportagens que abordam o uso político do MDR por parte de Rogério Marinho:


Nenhum comentário:

Postagem mais vistas

Poastagem Destaque

Ao vivo com Jasão pautou: Atraso no pagamento dos contratados, problemas da comunidade de Queimadas, SINTE/RN na ruas de Bento Fernandes

EM PAUTA O ATRAZO NO PAGAMENTO DOS CONTRATADOS NO MUNICÍPIO DE JOÃO CÂMARA ATRAVES DAS EMPRESAS TERCEIRIZADAS. ( COM SERVIDOR PUBLICO LEONAR...