Arthur Lira marca despejo de jornalistas de comitê da Câmara para quinta


Arthur Lira marcou para esta quinta-feira, 11, a mudança do local de trabalho dos jornalistas na Câmara.

Com o despejo, o comitê de imprensa deixará de ocupar um espaço ao lado do plenário, onde está instalado desde 1960, e passará para uma sala menor e sem janelas, em plena pandemia da Covid-19, no subsolo do prédio do Congresso.

Lira instalará no lugar o novo gabinete do presidente da Câmara. Com isso, ele não será obrigado a atravessar o Salão Verde e ser abordado por jornalistas antes de chegar ao plenário da Casa.

Um grupo de parlamentares encabeçado por Kim Kataguiri está fazendo um abaixo-assinado contra a mudança. “É uma decisão administrativa. A gente tenta reverter politicamente, mostrando força [com o abaixo-assinado]”, disse o deputado do DEM ao Estadão.

Em nota, a Associação Nacional de Jornais criticou a decisão de Lira e disse que ela não contribui para aproximar a imprensa do Legislativo.

“Os jornalistas que atuam na Câmara têm papel essencial no acompanhamento das atividades da Casa e na relação dos deputados com a sociedade. Toda medida que dificulta o trabalho da imprensa atenta contra a transparência do Parlamento e a necessária cobertura e acompanhamento dos trabalhos legislativos”, diz a ANJ.

Postar um comentário

0 Comentários