Pular para o conteúdo principal

Presidente do SINSP diz que Governo de Fátima não vai “calar sua boca”

cabelo de fogo na rua Presidente do SINSP diz que Governo de Fátima não vai "calar sua boca"

intimação (leia em nota post mais abaixo) da presidenta do SINSP (RN) Janeayre “Cabelo de Fogo” Souto a prestar esclarecimentos após lutar pelos direitos dos servidores públicos demonstra uma total intimidação ao trabalho exercido pelo SINSP, e também se mostra como uma forma falha de calar as vozes que batalham para assegurar melhores condições de trabalho para todos os funcionários do Estado do Rio Grande do Norte.

“Numa clara tentativa de criminalizar o exercício sindical, a presidenta do SINSP foi acionada por um dos órgãos policiais do Estado. Um ataque não só a instituição sindical SINSP, mas a todos os servidores públicos do Estado do Rio Grande do Norte”, diz o sindicato.

A presidenta do SINSP foi obrigada a prestar depoimento perante um delegado da Polícia Civil.

Ao deixar a delegacia, Janeayre Souto deixou a seguinte mensagem:

“Em meio a pandemia servidores arriscam a vida para irem até as escolas ou outros órgãos do Estado que continuam desrespeitando medidas sanitárias. Denunciamos. Em meio a pandemia sou obrigada a sair de casa para depor numa delegacia, arriscando a minha saúde. Eu venho. E quero deixar claro para todos que planejavam derrubar o trabalho do SINSP: vocês não atingiram Janeayre Souto, e sim toda uma categoria. Esse ataque não foi a mim ou ao sindicato, é uma tentativa de calar todos os servidores públicos do Estado. Esses servidores não vão se calar nem hoje nem nunca. Vamos continuar denunciando toda e qualquer prática errada contra os trabalhadores. Repito: não nos calaremos!”, disse a presidenta do SINSP, Janeayre Souto.

Comentários