segunda-feira, 24 de maio de 2021

“O Alto Comando não pode deixar passar tal gesto de indisciplina”


O ex-deputado Roberto Freire, presidente nacional do Cidadania, defendeu que o general Eduardo Pazuello seja punido pela cúpula do Exército em razão de sua participação no palanque de Jair Bolsonaro neste domingo.

Como mostramos, o ex-ministro, sem máscara, subiu no carro de som em que o presidente discursou no Aterro do Flamengo, provocando aglomeração. 

Sua participação no cortejo homicida do presidente da República pede que as medidas cabíveis sejam adotadas a fim de fazer observar os regimentos internos das Forças e as leis da República. O Alto Comando do Exército não pode deixar passar tal gesto de quebra de hierarquia e indisciplina”, afirmou Freire em nota.

Hora de as Forças Armadas colocarem um ponto final no vexame a que vêm sendo submetidas, com a responsabilização do general Pazuello, o pior ministro da Saúde da história, e deixarem claro que não serão transformadas em instrumento político ou milícias de um ex-capitão do Exército psicologicamente comprometido.”

O Antagonista

Nenhum comentário:

Postagem mais vistas