BTemplates.com

Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque




Aperte o play para ouvir

PEC dos combustíveis é medida de emergência, diz Bolsonaro

Foto: JOÉDSON ALVES/EFE

O presidente Jair Bolsonaro defendeu, neste domingo, a PEC que permite zerar, durante dois anos, o imposto sobre combustíveis, gás e energia. Questionado sobre a perda de arrecadação com a iniciativa, o mandatário afirmou que se trata de uma “medida de emergência”.

“A PEC não é impositiva. É autorizativa. Uma medida de emergência. Prejuízo maior você tem que pensar no povo e não no Estado. Primeiro lugar é a população. O preço do barril de petróleo está batendo em US$ 90 , pode chegar a 100. Imagina o problema que teríamos no Brasil com o barril de petróleo a US$ 100”, justificou.

O presidente afirmou que a crise do preço dos combustíveis é global e não tem um responsável. “A pandemia é o grande responsável e a política do ‘fique em casa que a economia a gente vê depois’. Os combustíveis estão altos no Brasil; mais altos estão aí fora, mas tem que buscar uma maneira de diminuir o sofrimento dessas pessoas”, declarou.

Bolsonaro também criticou a composição do preço do combustível. “Isso aí é bastante grave. Desde janeiro de 2019 o valor do PIS, Cofins do diesel, álcool e gasolina, sempre foi o mesmo. Foi congelado. Já no tocante ao ICMS quase que dobrou o valor desses impostos”, disse.

R7

Comentários