Pular para o conteúdo principal








 

Aras diz estar atento à possibilidade de violência nos atos de 7 de Setembro

O procurador-geral da República, Augusto Aras, divulgou nesta terça-feira (26) o trecho de uma reunião que teve com parlamentares de oposição, em que afirma que o MPF (Ministério Público Federal) está atento à possibilidade de manifestações violentas no próximo 7 de Setembro. O encontro em questão ocorreu no último dia 12 de julho para discutir o aumento da violência política no Brasil após a morte do tesoureiro do PT Marcelo Arruda, morto a tiros por um militante bolsonarista.

De acordo com Aras, o 7 de Setembro de 2021 foi marcado por uma atividade “muito presente” da PGR (Procuradoria-Geral da República) junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) e aos Ministérios Públicos Militares de todo o país.

“Não deixamos que o 7 de Setembro tivesse nenhum evento de violência. Eram movimentos espontâneos que espocavam em todo o país. Todos nós já estamos atentos a eventuais movimentos espontâneos, ou não, da sociedade civil no que toca à possibilidade de violência”, afirmou.

O trecho do vídeo da reunião possui apenas dois minutos e 15 segundos. Antes da fala de Aras, uma mensagem aparece na tela: “Procurador-geral da República, Augusto Aras informa a parlamentares de partidos da oposição medidas preventivas do MPF contra eventuais distúrbios em 7 de setembro de 2022”.

R7

Comentários

Aperte o play para ouvir