Pular para o conteúdo principal








 

Brasil registra primeira morte por varíola dos macacos e governo vê surto


O Ministério da Saúde confirmou, nesta sexta-feira (29/7), a primeira morte por varíola dos macacos no Brasil. Ao Metrópoles o secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Arnaldo Medeiros, informou que o óbito foi registrado na quinta-feira (28/7).

A informação inicial apontava que o homem era morador de Uberlândia, em Minas Gerais. Mais tarde, o Ministério da Saúde retificou o dado e informou que o óbito ocorreu em Belo Horizonte, capital mineira.

A vítima era um homem de 41 anos, com câncer e baixa imunidade, quadro agravado pela varíola dos macacos. O secretário de Vigilância em Saúde pontuou que não há outros óbitos em investigação. O último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil registrou, até o momento, 1.066 casos da doença.

“O Ministério da Saúde confirma um óbito relacionado a monkeypox, conhecida como varíola dos macacos, no Brasil. Trata-se de um paciente do sexo masculino, de 41 anos, com imunidade baixa e comorbidades, incluindo câncer (linfoma), que levaram ao agravamento do quadro. Ficou hospitalizado em hospital público em Belo Horizonte, sendo depois direcionado ao CTI. A causa de óbito foi choque séptico, agravada pela monkeypox”, informou a pasta, em nota oficial.

Com a escalada de casos em diversos estados brasileiros, a pasta inaugura, nesta sexta, um Centro de Operações de Emergência (COE) com objetivo de acompanhar o desenvolvimento da doença. De acordo com a pasta, há casos confirmados em 16 unidades da Federação.

Metropoles

Comentários

Aperte o play para ouvir