Funcionário de eólica é morto em assalto quando retornava do trabalho; “Foi por pura maldade”, diz delegado

 

Na quinta-feira (24), véspera de Natal, Eliel Lins Rodrigues, 35 anos, foi vítima de latrocínio quando retornava do trabalho. Ele era auxiliar de produção em uma eólica em São Miguel do Gostoso. O crime aconteceu em Porto do Mangue.

Eliel seguia com a esposa em uma moto com destino a Areia Branca quando foi abordado por dois bandidos. Segundo informações de um amigo da esposa de Eliel, a dupla anunciou o assalto e mesmo Eliel não reagindo e entregando todos os pertences, sofreu três disparos à queima roupa.

A Polícia Militar prendeu dois homens identificados como Lucas Muriel de Souza Silva e Wudson Jarques Freire da Silva, ambos de 19 anos. A dupla também teria cometido um assalto em um posto de combstíveis na Ponta do Mel, momentos antes de abordar Eliel e a esposa.

Lucas e Wudson foram encaminhados à delegacia de plantão de Mossoró e autuados em flagrante. Com eles os policiais apreenderam moto, revólver, celulares e dinheiro das vítimas.

“Por pura maldade”, diz delegado

O delegado Robson Coelho, que acompanhou o caso, disse que Eliel foi morto “por pura maldade”. Um dos bandidos teria dito que ia atirar para matar apenas porque a vítima, já baleada na perda e caída ao solo com a mão na cabeça, estava olhando para ele. De acordo com o ITEP, a vítima já estava dominada quando restou baleado pelo assaltante pelo menos duas vezes na cabeça.

Com informações do Mossoró Hoje

Postar um comentário

0 Comentários