Pular para o conteúdo principal

Mario Sabino: O Natal do desprezo

Em sua coluna na Crusoé desta semana, Mario Sabino explica por que se sente imune à festa do Natal em 2020: “A repulsão que eu sentia pelos nossos políticos aumentou em escala incomensurável e cancelou toda e qualquer reminiscência individual, boa ou má, que eu pudesse ter desta época do ano”.

“Chegamos ao final de nove meses de pandemia com a prova definitiva de que esses safados que nos governam são também desprovidos de qualquer sentimento de comiseração e solidariedade pelo próximo, bem como de competência administrativa.

O primeiro fato é sobejamente constatável pela sociopatia transbordante do presidente da República e os seus asseclas governamentais ou não. O que dizer de um invertebrado moral que afirma que a melhor vacina é o próprio vírus? Também está comprovado pela falta de pudor do governador João Doria, que se mandou para Miami depois de fechar o comércio no estado de São Paulo, em mais uma quarentena que consegue ser tão fajuta quanto estorvante. Voltou correndo porque pegou mal. O quadro repugnante se completa com o descaramento de ministros do STF e STJ que querem furar a fila da vacina contra a Covid-19, logo que houver uma à disposição no Brasil.”

Via O Antagonista


Comentários