quinta-feira, 3 de junho de 2021

Exército decide não punir Pazuello por participação em evento e arquiva processo disciplinar

 

O Exército Brasileiro informou nesta quinta-feira (3) que decidiu não punir o general e ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, por sua participação em um evento político ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último dia 23 de maio.

De acordo com a corporação, Pazuello “não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar” por parte do ex-ministro. Com isso, o processo disciplinar foi arquivado.

A presença de Pazuello no evento, no qual ele chegou a fazer um discurso, foi criticada por militares, incluindo o vice-presidente Hamilton Mourão, que defendeu a regra que impede a participação de militares da ativa em atos políticos.

Caso fosse punido, o ex-ministro poderia receber uma advertência ou até ir para a prisão. O presidente defendeu que Pazuello não recebesse a punição.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Postagem mais vistas