Pular para o conteúdo principal








 

Bolsonaro pediu desculpas por fake news a irmão de petista morto, diz deputado


Em seu encontro no Planalto com José Arruda, irmão de Marcelo Arruda, Jair Bolsonaro (foto) prestou solidariedade à família e reconheceu que o aniversariante foi a única vítima do caso, disse o deputado federal bolsonarista Otoni de Paula (MDB-RJ), presente à reunião.

Guarda municipal e tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu (PR), Marcelo Arruda foi morto a tiros pelo agente penitenciário bolsonarista Jorge Guaranho no último dia 9. Ferido no tiroteio, Guaranho permanece hospitalizado com prisão preventiva decretada.

De acordo com Otoni, na conversa com José Arruda, o presidente se desculpou por ter dito que o assassino recebeu chutes de petistas no momento do crime —na ocasião, Marcelo comemorava seu aniversário em uma festa cuja decoração tinha Lula como tema.

“A primeira informação que ele [Bolsonaro] tinha [era] errada (…). Eu disse a ele a verdade também, e o José também falou, que aquele ato —o chute, depois— não foi um ato provocado por um petista, foi um ato de um amigo do Marcelo bolsonarista”, disse o deputado.

“E nessa reunião, então, o presidente se retratou com ele e reconheceu que aquela fala foi sem a devida informação verdadeira”, acresentou Otoni. Segundo o Estadão, o irmão de Marcelo Arruda não quis dar declarações depois da reunião.

Via O Antagonista


Comentários

Aperte o play para ouvir