Pular para o conteúdo principal








 

Município de Touros tem mais de 900 pessoas afetadas por alagamentos, aponta Defesa Civil


A cidade de Touros, no litoral Norte potiguar, teve mais de 900 pessoas afetadas pelas fortes chuvas que caíram no último fim de semana, segundo dados da Defesa Civil do município. Várias áreas seguem alagadas nesta terça-feira (5).

Segundo a Emparn, desde a última sexta-feira (1º) choveram 176,3 milímetros no município - enquanto a média esperada todo o mês de julho varia entre 88,11 e 180,19 milímetros.

De acordo com a Defesa Civil do município, 48 pessoas estão desalojadas, uma pessoa está desabrigada e mais de 900 foram afetadas diretamente pela situação, com suas casas alagadas. O vídeo que abre esta matéria foi gravado na tarde de segunda-feira (4).

O coordenador da Defesa Civil do município, Everton Xavier, afirmou que em alguns distritos, o município chegou a abrir dunas para que a água pudesse escoar para a praia. Segundo ele, as bombas de sucção que a prefeitura possui não são suficientes para atender à demanda.

"Estamos precisando de ajuda do governo do estado e do governo federal porque a situação atual foge da capacidade reativa do município", afirmou.

De acordo com a Defesa Civil do Rio Grande do Norte, a cidade é a que teve a situação mais crítica reportada ao governo do estado desde o último domingo (3). A Defesa Civil estadual ainda não recebeu os dados oficiais de Natal, por exemplo, mas já contabiliza 3 mil pessoas afetadas pelas chuvas no estado.

No relatório enviado à Defesa Civil do estado, a prefeitura de Touros apontou que 12 casas estão em situação mais grave. "As edificações atingidas tiveram problemas na sua fundação uma vez que parte da água veio do próprio lençol freático apresentando recalques, fissuras e rachadura e infiltração nas paredes e pisos", diz o relatório.

O município decretou estado de calamidade, autorizando a convocação de voluntários e também suspensão de serviços públicos não essenciais.

Com informações do G1


Comentários

Aperte o play para ouvir