Pular para o conteúdo principal

PI 072813 (02)

PI 072813 (02)

Torreão FM web

PI 072813 (01)

PI 072813 (01)

ALRN PI 011818 28 03 24

ALRN PI  011818   28 03 24

LAPAC JOÃO CÂMARA - 3262-3478 - 99401-7616

GOVERNO DO RN

GOVERNO DO RN

Aparelhos de ar-condicionado sem manutenção podem causar incêndios


As altas temperaturas do verão fazem aumentar o consumo de energia. Um dos principais motivos é o uso de aparelhos de ar-condicionado. Não por acaso, a instalação correta e a manutenção destes equipamentos é item fundamental para evitar incêndios provocados pelo excesso de carga elétrica.

A principal recomendação é verificar se o imóvel tem capacidade elétrica para suportar os equipamentos ar-condicionado, que consomem muita energia. De acordo com o  professor de Engenharia Elétrica do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ), Edson Watanabe, construções antigas são motivo de preocupação.

Isso porque, originalmente, os imóveis foram preparados para receber poucos aparelhos, algo bem diferente da atualidade, em que cada vez mais é aumentada a quantidade de eletrônicos. “Tem muitos lugares com microondas, air fryer, fogão de indução magnética. Quem vai aumentando essas cargas têm que tomar cuidado”, alerta Watanabe.

O professor lembra que recentemente pediu a uma turma de alunos que verificasse se as instalações estavam corretas em suas casas. Metade relatou problemas. “Quando um vai tomar banho, outro não pode ligar o ar-condicionado, porque falta capacidade elétrica para suportar uma carga maior de consumo ao mesmo tempo”, diz.

Watanabe recomenda não instalar o ponto elétrico próximo do chão e perto de materiais inflamáveis. Também é importante verificar, depois de uma hora de funcionamento do aparelho de ar-condicionado, se a tomada está aquecendo.

“Se estiver quente, chama um eletricista e pede para ele revisar o circuito. Se o disjuntor estiver desarmando sozinho, também tem problema. É bom conferir se o fio está na dimensão correta. Se não estiver, e ele pegar fogo, o prejuízo é muito grande”, explica.

DICAS

Para o porta-voz do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, major Fábio Contreiras, a dica principal é contratar um profissional da elétrica para conferir se o quadro de energia de casa está compatível na dimensão. “Se suporta realmente o aumento de equipamentos como o ar-condicionado”, avisa.

Contreiras destaca ainda que, ao comprar um equipamento, é necessário observar a voltagem e a amperagem. Caso o imóvel não tenha a capacidade, é preciso chamar o eletricista para fazer a conversão no quadro de energia.

“É um ponto importante. Muitas vezes a pessoa quer botar um equipamento de 20 amperes em uma tomada de 10. Isso pode dar sobrecarga e pode incendiar por não conseguir suportar a temperatura”, explica o major.

VÁRIOS APARELHOS

Outro perigo destacado pelo porta-voz dos bombeiros é o de ligar vários aparelhos no adaptador de tomada benjamin ou em um filtro sem fusível. Segundo ele, os adaptadores não são legalizados ou regulamentados.

“O único meio de usar vários equipamentos em uma mesma tomada é usando um filtro de linha, aprovado pelo Inmetro, com um fusível disjuntor, que em caso de sobrecarga vai desligar toda a energia. Se precisar ligar diversos equipamentos em uma mesma tomada por necessidade da sua casa é fundamental ter o filtro de linha e não usar improvisos como adaptador de tomada benjamin, por exemplo”, indica Contreiras.

INCÊNDIOS

Em casos de incêndios por causa elétrica, a principal recomendação é que a pessoa não tente apagar imediatamente com um copo ou com balde de água, por exemplo. Segundo Contreiras, a corrente elétrica passa pela água e a pessoa vai tomar um choque e pode até morrer.

“A primeira coisa a fazer é desligar a rede elétrica da casa para deixar de alimentar o fogo. Quando desliga o disjuntor ou a chave geral, onde quer que esteja, já ajuda a evitar que o incêndio ganhe proporção”, recomenda Contreiras.

Se o imóvel tiver um extintor de incêndio, também pode ser usado para combater o fogo, desde que seja o equipamento apropriado. “São dois tipos de extintores: o de gás carbônico ou o que pó químico seco. São os dois que podem apagar um incêndio. Caso não tenha nenhum dos dois, o importante é sair de casa, tirar as pessoas com segurança e chamar o Corpo de Bombeiros”, explica.

ICL Noticiais

Comentários