Pular para o conteúdo principal

ALRN PI 011818 28 03 24

ALRN PI  011818   28 03 24

Radio Conexão Mato Grande Play

GOVERNO DO RN

GOVERNO DO RN

LAPAC JOÃO CÂMARA - 3262-3478 - 99401-7616




Líder de facção matou prefeito por motivação pessoal, diz delegado


A Polícia Civil do Rio Grande do Norte afirmou que a morte do prefeito de São José de Campestre, Joseilson Borges da Costa, de 44 anos, teria ocorrido por motivo pessoal por parte do suspeito, que já foi identificado. O autor do crime é líder de uma organização criminosa que atua no município. As informações foram repassadas pelo delegado Wellington Guedes, que integra as investigações, durante uma coletiva realizada na manhã desta terça-feira (26), na Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesed).

Segundo o delegado, o processo que segue em segredo de justiça impossibilita, neste momento, a divulgação da imagem e do nome do suspeito.

“Conseguimos a produção de algumas provas para robustecer as investigações através de depoimentos, local de crime, vestígios e outros elementos que indicaram e comprovaram a autoria do crime”, afirmou o delegado.

A Polícia Civil solicitou o mandado de prisão preventiva contra o homem apontado como autor do homicídio do prefeito Neném Borges. De acordo com o delegado, o homem que é natural de São José de Campestre, teria afirmado em outra ocasião que estaria sendo ameaçado pelo então prefeito.

“Existem depoimentos nesse sentido, onde o suspeito afirmou que o prefeito havia pedido “a cabeça dele”. Então, ele teria entendido a situação como ameaça, já que o prefeito atuava de forma constante em conjunto com as forças de segurança. Um outro ponto é que, 15 dias antes do crime, uma operação foi deflagrada pela polícia e foi apreendido uma arma e um colete balístico que pertenciam ao suspeito”, pontuou o delegado.

Durante as investigações, outros órgãos se uniram à Polícia Civil para atuar no caso. Entre eles, o Instituto Técnico-Científico de Perícia e também o Ministério Público do Rio Grande do Norte, através do GAECO que, segundo o delegado, foram fundamentais para a confecção de provas técnicas para elucidação do caso.

Novo Notícias

Comentários