Pular para o conteúdo principal

Radio Conexão Mato Grande Play

LAPAC JOÃO CÂMARA - 3262-3478 - 99401-7616


Promoção de bonificação para conversões de GNV é prorrogada no RN


A Companhia Potiguar de Gás (Potigás) anunciou a prorrogação, até o dia 29 de dezembro deste ano, da promoção “Vai no Gás com Bônus de R$ 1.500”. A iniciativa, que teve início em outubro deste ano, visa incentivar a conversão de veículos para o Gás Natural Veicular (GNV) no estado do Rio Grande do Norte. A campanha contempla os primeiros 200 veículos convertidos com kits de 5ª e 6ª geração, equipados com cilindros novos, nas oficinas homologadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Os motoristas interessados em aderir à promoção devem atender plenamente aos pré-requisitos estabelecidos pelo regulamento, disponíveis no site oficial da Potigás: https://potigas.com.br/p/vai-no-gas-com-bonus-de-1500-reais. O bônus de R$ 1.500 é depositado diretamente na conta bancária de titularidade do participante.

O GNV destaca-se como o combustível que proporciona a maior economia para os motoristas potiguares. De acordo com a última pesquisa de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizada entre 19/11 e 25/11, o gás natural apresentou uma economia de 40% em relação ao etanol e de 31% em relação à gasolina. Assim, ao abastecer com R$ 50, o motorista consegue percorrer 81 km com etanol, 93 km com gasolina e impressionantes 136 km com GNV.

Além da economia substancial, o GNV oferece diversas vantagens, incluindo a sustentabilidade ambiental, uma vez que é o combustível fóssil que menos emite poluentes. A segurança é uma prioridade, com o abastecimento do veículo sendo realizado sem contato direto do produto com o ar, eliminando riscos de combustão. A versatilidade também é um ponto forte, pois o kit de conversão torna o veículo bicombustível.

Outros benefícios do GNV incluem a contribuição para o aumento da vida útil do motor do carro e a extensão dos intervalos para troca de óleo, uma vez que não provoca depósitos de carbono em suas partes internas. Além disso, o sistema de escapamento ganha uma sobrevida, uma vez que a queima do combustível não resulta na formação de compostos de enxofre.

Portal da Tropical

Comentários